30 de outubro de 2012 Companhia de Dança ArtSol se classifica para o Festival Nacional de Santos

No último final de semana, a Companhia de Dança ArtSol participou do Festival de Dança de Suzano e conseguiu se classificar para o Festival Nacional de Santos que acontecerá em 2013 nas categorias Solo Contemporâneo, Conjunto Contemporâneo e Duo Contemporâneo.

Além das classificações, Natieli de Castro (15) e Vitória Caroline Inácio (11) da ArtSol foram eleitas dançarinas revelações do Festival.

O bom resultado é reflexo do maravilhoso trabalho da ONG ArtSol de Bebedouro, beneficiada pelo projeto Mãos às Obra do ICDH, que oferece oficinas culturais para crianças carentes com o objetivo de afastá-las dos perigos das ruas.

Conheça a ArtSol

Fundada em junho de 2003, por Simone Cristina de Paula, com o objetivo de tirar as crianças da rua e afastá-las do mundo das drogas e violência, a ArtSol – Associação Arte e Solidariedade – começou a oferecer aulas de teatro para as crianças da periferia de Bebedouro. “Há 10 anos, os casos de prostituição, tráfico e violência na cidade eram frequentes. Eu queria mudar o futuro das crianças que enfrentavam essa realidade. Então, criei a ArtSol para levar à periferia arte, cidadania e educação por meio da dramaturgia”, relata Simone.

No início a ONG atendia aproximadamente 50 crianças que faziam aula de teatro e apresentavam as peças “A bruxinha que era boa” e “As aventuras de Pituxinha” para escolas e comunidade em geral.

Ao longo dos anos, a ArtSol passou a oferecer novas oficinas. Hoje 284 crianças participam, além da oficina de teatro, de aulas de música, dança, artesanato, culinária e informática. A ONG criou o grupo de percussão Artbum que faz várias apresentações e desperta o interesse de muitas empresas e a Companhia de Dança ArtSol que já se classificou em diversos festivais de dança, se destacando entre renomadas Companhias do país.

Além das oficinas, as crianças recebem acompanhamento escolar e refeição. Para serem atendidas pela ONG, elas precisam estar matriculadas na escola e ter a autorização dos pais para ficarem meio período na Associação.

O trabalho da ArtSol já salvou muitos jovens que não estavam levando os estudos a sério e seguiam  pelo caminho das drogas. “As crianças ficam na Associação porque gostam, por isso o resultado é positivo. Temos que acreditar na transformação do ser humano”, completa Simone.

Texto: Marina Veroneze

Tags: , , , , ,